Sriwijaya...Majapahit... Mataram... Ilhas Spice... Índias Holandesas. Em todos estes séculos, as ilhas tiveram nomes diferentes.

A república moderna da Indonésia, nasceu a 17 de Agosto de 1945 como uma das nações mais novas do mundo. Ao mesmo tempo abraça um dos povos mais antigos à face da terra, onde as descobertas arqueológicas nos levam até ao “Homem de Java". Com diversas tradições e organizações culturais, através de centenas de anos, a cultura da Indonésia tem se desenvolvido através do seu Povo, com muitas diferenças culturais formando um mosaico de artes e de actividades culturais de muitas expressões. 
 

Indonésia - Pacotes de Viagens


Jacarta

Capital da Indonésia, Jacarta situa-se na costa noroeste da ilha de Java, na foz do rio Ci Liwung na baía de Jacarta (mar de Java). Fundada pelos Holandeses em 1619 com o nome de Batávia, em honra do povo dos Batávios , Jacarta surgiu no lugar de uma outra cidade que, com a conquista muçulmana, fora chamada de Djajakarta (1527). Sede da Companhia Holandesa das índias Orientais, ruiu por completo em 1699 devido a um violentíssimo terramoto e só no século XIX é que conseguiu recuperar a prosperidade do passado. Foi um dos centros comerciais mais importantes do Extremo Oriente até perder, depois da abertura do canal do Suez e com o aumento da importância de Singapura, parte do seu tráfego marítimo e comercial.

Bali

Bali é uma das muitas ilhas da Indonésia e, ao contrário do restante do país, possui raízes na cultura hindu, fazendo com que se torne uma das mais interessantes regiões/ilhas da Indonésia. Conhecida como o "portal do Oceano Índico", Bali é mística e considerada por muitos um paraíso para a prática de surf. É uma das 33 províncias do país e a sua capital é Denpasar. É muito procurada por turistas que pretendem desfrutar das suas belas praias.

Aceh, norte e oeste de Sumatera

Nos últimos anos, Sumatera tem se tornado um destino cada vez mais visitado. Os visitantes que ainda não conhecem o alegre e reconhecido passado de Sumatera, descobrirão uma inesperada riqueza na cultura, arquitectura, artes e nos festivais. Há contrastes por todo o lado. Algumas áreas, como Aceh, mostram sinais de influência estrangeira enquanto outras permanecem sem mudanças por séculos.

Jambi, Sumatera sul e Bengkulu

Embora possa ser nova para os turistas, a região sul de Sumatera tem sido visitada por estrangeiros desde vários séculos atrás. Palembang para o exemplo era o principal porto comercial do século 13. Agora é mais uma vez, metrópole sendo a cidade mais rica da Indonésia principalmente devido a riqueza do óleo. Visitando a região em Agosto é possível testemunhar o Bidar popular, ou corrida de canoas, realizada para comemorar o dia da independência (17o). O que atrai pessoas todos os anos a região é a reserva de Way Kambas perto de Tanjung Karang. Os pântanos e as savanas abertas ao longo da costa são os melhores lugares para ver tigres, elefantes e bandos de pássaros selvagens.

Leste de Java , Bali , leste e oeste de Nusa Tenggara

Viaje para o leste de Java e você partirá para a mais densa área turística. Surabaya, Malang, Madura e Mt. Bromos (um dos vulcões activos da área), são lugares para explorações aventureiras. Além disso, na região está uma das mais populosas Ilhas Indonésias: a mágica Bali. Visite Bali e você se encontrará na cultura onde os festivais, as cerimonias, a música e a dança fazem parte da vida quotidiana. Bali é actualizada, apesar dos séculos de idade. A música é disco gamelan/shopping é da forma mais antiga de arte artesanal. Recolha-se na praia nos locais para os pores do sol espectaculares, bancos em um dos restaurantes de excelente localização e talvez mais tarde, ir a discotecas. Bali parece trazer o melhor de todo o mundo s e em nenhum outro lugar existe melhor sensação de cordialidade para seus visitantes como aqui. Outras ilhas nesta região são menos visitadas que Bali, assim os festivais, os eventos e excursões incluem poucos turistas, que, naturalmente, possuem alguma outra preferência turística.

Leste, Sul, Centro e Oeste de Kalimanta

Para algo mais aventuroso, experimente Kalimantan, a parte Indonésia de Borneo. A maioria dos visitantes que vem aqui todos os anos com um objectivo em itinerário: uma viagem de barco através da selva para visitar os povos de Dayak. É uma maneira aventurosa deixar atrás o século XXI por alguns instantes. Tão comum quanto o encontro com os povos de Dayak, os visitantes frequentemente vem para um outro evento especial: um passeio de canoa pelo lago Jempang escoltado por golfinhos de água doce. O sul de Kalimantan é popular porque é o centro de comercio de pedras preciosas da Indonésia como diamantes, ametistas, safiras e as ágatas.

Sul , Sudeste, Centro and Norte de Sulawesi

Para aqueles que procuram algo diferente, Sulawesi é o lugar. Os locais mais interessantes para se visitar são o norte e sul da ilha. A região central é pouca conhecida e por isso raramente visitada. Naturalmente, para alguns viajantes a área é bastante atractiva. Um evento especial que atrai visitantes para essa isolada área é o raro pássaro de Maleo que coloca seus ovos entre Janeiro e Julho. Os turistas de primeira viagem devem incluir com certeza uma visita as comunidades de Torajan ao sul de Sulawesi. Estão aqui os túmulos famosos de Toraja, rostos esculpidos em pedras, com assustadoras imagens em balcões suspensos que olham fixamente para fora, através da selva. Descansar sua mente? Visite ao norte de Sulawes os recifes de corais, praias de areias brancas e água limpa e clara. Na região montanhosa existem lagos e revigorantes fontes quentes.

Maluku e Irian Jaya

Maluku tem também todos os ingredientes para um paraíso tropical: o clima, praias arenosas, águas límpidas e povo hospitaleiro. A uma coisa que não tem na região é a invasão turística. No passado, entretanto, viu mais do que sua parte dos estrangeiros. A ilha de Ambon, para onde os visitantes estão voados, foi o mais rico centro do mundo devido ao comercio de especiarias. Os cravos-da-índia, a pimenta, a noz moscada e o ceptro chamaram a atenção a portugueses, espanhóis, ingleses e finalmente os holandeses, resultando em excursões destes.
.

Sriwijaya...Majapahit... Mataram... Ilhas Spice... Índias Holandesas. Em todos estes séculos, as ilhas tiveram nomes diferentes.

A república moderna da Indonésia, nasceu a 17 de Agosto de 1945 como uma das nações mais novas do mundo. Ao mesmo tempo abraça um dos povos mais antigos à face da terra, onde as descobertas arqueológicas nos levam até ao “Homem de Java". Com diversas tradições e organizações culturais, através de centenas de anos, a cultura da Indonésia tem se desenvolvido através do seu Povo, com muitas diferenças culturais formando um mosaico de artes e de actividades culturais de muitas expressões. As culturas dos povos originam-se desde os primórdios da sua agricultura e foram influenciadas pelos comerciantes e entradas dos missionários da Índia, China, Arábia e Europa trazendo as religiões de cada região. A influência ocidental aparece na Indonésia com a chegada dos Portugueses, que estavam à procura de especiarias e no começo do século estiveram presentes na Indonésia. Depois tiveram influência dos Ingleses e dos Holandeses.

Documentação: É necessário Visto e Passaporte com validade mínima de 6 meses.

O Que Levar na Mala: Recomendamos que leve roupa de verão com tecidos naturais e ligeiros. Para os meses de inverno é necessário levar alguma roupa mais quente para as noites mais frias. São imprescindíveis sapatos cómodos, calções de banho, óculos de sol, chapéu e protector solar.

Moeda: A moeda da Indonésia é a Rupia (IDR). 1 Euro = 16.000 IDR (aproximadamente)

Idioma: O idioma oficial é o Indonésio e mais de 250 línguas de Malásio-Polinésio e de Papuásio são faladas por
grupos diferentes na Indonésia. Bahasa Indonésia é a língua nacional do país.

Diferença Horária em relação a Portugal: + 7h / + 8h / + 9h (dependendo da zona do país)

Clima: A Indonésia tem um clima tropical húmido, com uma estação seca entre Junho e Setembro e estação de chuvas entre Dezembro e Março. A temperatura mantém-se constante ao longo do ano, entre 28 e 35 graus Célsius, o mesmo acontecendo com o índice de humidade, entre 50 e 90%.