A capital da Namíbia é Windhoek no entanto o seu cartão de visita é, a Sul, o Parque Namib-Naukluft, considerado o deserto mais antigo do planeta e onde, além de magníficos canyons, poderá desfrutar de uma paisagem única composta por intermináveis dunas de areia avermelhada que chegam a atingir a altura de um edifício de 30 andares. Não deixe de cruzar o Dead Valey deslumbrante pela sua paisagem 'lunar' e, já na costa Atlântica, a cidade de Swakopmund merece uma visita pelo seu tipicismo e enquadramento natural. A Norte, o Parque Nacional de Etosha é um dos maiores santuários de animais do continente.

Namíbia - Pacotes de Viagens


Namíbia Mágica
DESDE2625€

Namíbia Mágica

Datas de Partida Especificas
Deserto da Namíbia
DESDE3005€

Deserto da Namíbia

Datas de Partida Especificas

Deserto do Kalahari
O nome do deserto vem de "Kgalagadi" que significa “grande sede”. O Kalahari é o quinto maior deserto do mundo e o médico e explorador escocês David Livingstone foi o primeiro explorador estrangeiro a atravessar este deserto no ano de 1849. Actualmente é habitado por um povo nómada, os Bosquímanos. Possui, aproximadamente, 930 mil km2 de extensão e não é um deserto extremamente árido. Em alguns curtos períodos do ano ocorrem chuvas, na região norte, que favorece o desenvolvimento de vegetação e possibilita a existência de algumas espécies de animais.

Namib Desert
O “mar de areia da Namíbia” é um vasto deserto formado por inúmeras dunas, encostas e planícies que, pela acção do vento, está em constante transformação e mudança. Localiza-se a sul da Namíbia na costa marítima junto ao Oceano Atlântico e estende-se, ao longo dessa costa oceânica, até o litoral sudoeste de Angola. A sua área ultrapassa os 81.000 km2 e, além de integrar o famoso Parque Nacional Nammib-Naukluft, integra também a famosa Costa dos Esqueletos, a região de Sossusvlei e as grandes planícies da Namibia.

Etosha National Park
O Parque Nacional Etsoha abrange uma área de 22.270 Km2 e é o habitat de centenas de espécies de mamíferos, aves e répteis, incluindo algumas espécies ameaçadas como o rinoceronte preto. As salinas são uma das principais características geológicas deste parque. O principal lago salgado (conhecido como Etosha Pan) cobre uma área de cerca de 5.000 Km2 chegando a atingir os 130 km de comprimento e 50 km de largo. Um local a visitar.

Geografia: Com 825.615 Km2 a Namíbia é um dos maiores países do Mundo (o 34o). O país está situado entre os desertos do Namib e Kalahari fazendo fronteira com Angola, África do Sul, Botswana e Zambia e é banhado a oeste pelo Oceano Atlântico. A paisagem consiste fundamentalmente em 5 grandes áreas geográficas: o Planalto Central, o Deserto de Namib, a Grande Escarpa, o Bushveld e o Deserto de Kalahari. Destas áreas destacam-se o deserto do Namibe que é uma vasta extensão de planaltos de cascalho hiper-áridos e dunas de areia que se estende ao longo de toda costa da Namíbia e que é um dos desertos mais antigos do mundo cujas dunas, criadas pelos fortes ventos do Atlântico, são as mais altas do planeta (nomeadamente a Sul na zona de Sossusvlei) e o deserto de Kalahari que, apesar de ser popularmente conhecido como um deserto, tem uma grande variedade de ambientes incluindo alguns localizados em áreas verdejantes e tecnicamente não-desérticas. A Namíbia possui ainda ricos recursos marinhos e costeiros que permanecem largamente inexplorados.

Visto: Isenção de visto para cidadãos portugueses e com passaporte Português em visita de turismo e para estadias inferiores a 90 dias. A validade do passaporte tem de exceder em seis meses a data da saída do país e terá que ter, no mínimo, 2 páginas em branco. A concessão de autorização de estadia conferida à chegada, no aeroporto, depende da data de regresso indicada no título de viagem.

Diferença horária: No Inverno +1 hora que em Portugal continental. No horário de Verão não há diferença horária.

Idioma: A língua oficial da Namíbia é o Inglês. No entanto, a língua que é mais amplamente utilizada continua a ser o Afrikaans, num universo de 16 línguas e dialectos utilizados em todo o país.

Clima: Clima ameno e seco em todo o país à excepção da zona norte onde a humidade é elevada. A Namíbia é efectivamente um país bastante soalheiro pois regista uma média anual de 300 dias de sol. Pluviosidade, normalmente, apenas se regista nos meses de Verão (Novembro a Fevereiro). Há, nesse período, duas estações chuvosas: As “chuvas fracas” de Outubro a Dezembro e as “chuvas fortes” de Janeiro a Março. Nesta época os leitos secos dos rios transformam-se em cursos de água abundante, por vezes até com correntes fortes, transformando as margens de “terra queimada” em terrenos verdejantes. Os meses de Inverno (Junho a Setembro) são geralmente secos e uma óptima oportunidade para viajar pelo país. As temperaturas raramente baixam além dos 20o no entanto, no Planalto Interior e na região do Deserto Namibe a temperatura, pela noite, baixa consideravelmente podendo mesmo ocorrer geadas durante a madrugada.

Moeda local / sistema bancário: A moeda local é o Dolar Namibiano (NAD). O sistema bancário funciona bem. Cartões de crédito Visa, Master Card, American Express e Diners Club são aceites nos hoteis, lodges, nos principais restaurantes, lojas e centros turísticos. Com estes cartões é também possível levantar dinheiro nas caixas automáticas e bancos. Traveller’s cheques e moeda estrangeira podem ser trocados em qualquer banco comercial na maioria das cidades.

Gratificações: Gratificar por um serviço é prática corrente na Namibia e geralmente ronda os 10% sobre o valor da factura. Gratificações a bagageiros (NAD 5,00 por mala), motoristas/guias (NAD 30,00 a 50,00 por pessoa, por dia) e pessoal dos hoteis/lodges (NAD 5,00 a 8,00 por pessoa, por dia). No entanto estes valores são meramente orientativos e a gratificação é recomendada se o cliente está satisfeito com o serviço recebido.

Cuidados de saúde: Deverá sempre consultar o seu médico antes de viajar. Aconselhamos um seguro de saúde que cubra todas as despesas médicas, incluindo, explicitamente, o repatriamento a partir do Botswana. Não são necessárias medidas preventivas em particular, a não ser nos casos em que se planeiem deslocações ao norte do país, onde existe algum risco de malária aconselhando-se por isso a respectiva profilaxia. Alguns viajantes poderão ter problemas decorrentes da exposição ao sol ou do clima quente e seco pelo que convém usar a protecção solar adequada. É exigido o certificado de vacinação contra a febre amarela se os viajantes tiverem estado em área infectada nos 12 meses precedentes à entrada no país.

Comunicações: A Namíbia dispõe de uma boa rede de telecomunicações (telefone fixo e móvel). No entanto, nomeadamente nos parques Nacionais Namib Naukflut (a Sul) e Etosha (a Norte) poderá haver alguma limitação de satélite. O prefixo telefónico Internacional é +264

Electricidade: 220 volts AC 50hz com tomadas de 3 pinos redondos.

Vestuário: Recomenda-se o uso de roupa de algodão, ou pelo menos rica em algodão, que é mais fresca e mais absorvente que tecidos sintéticos tornando-se por isso mais confortável. Para os homens os calções (não muito curtos) são perfeitos se bem que as calças sejam mais apropriadas para as cidades ou aldeias. O mesmo para as mulheres. Nos parques estas regras são supérfluas pois a forma de vestir é casual e pensado para manter o viajante fresco e protegido do sol. O calçado deverá ser prático e confortável e recomenda-se o uso de chapéu e óculos de sol. Não esquecer de levar também 1 ou 2 peças de roupa mais quente pois, como é típico de climas tropicais semi-desérticos, os dias são quentes e as noites frias.

Dicas de Viagem: Quanto melhor equipado viaje mais desfrutará a viagem. Não deve viajar com demasiada bagagem mas sim com a bagagem adequada. Não esqueça os seus documentos de viagem bem como, se for o caso, a sua medicação pessoal. Além do cartão de crédito deverá também levar algum cash em notas pequenas de U$D e €uro. Material fotográfico e/ou de filmagem é importante para “mais tarde recordar” e não esqueça os respectivos carregadores. Os binóculos ajudarão a apreciar certos spots mais ao pormenor. Óculos de sol, chapéu, roupa leve e prática e calçado confortável são fundamentais. Tenha alguns cuidados alimentares nomeadamente no consumo de legumes crús, beba apenas água engarrafada e se consumir gelo certifique-se que é embalado e purificado. Não esqueça o protector solar e leve um bom repelente de insectos.