Viajar para a Grécia é partir à descoberta das pegadas das antigas civilizações que construíram, ao longo de milénios, um património arquitectónico, filosófico e cultural cujo valor não pode ser medido.

Banhada por alguns dos mares mais famosos da Europa e da Ásia – Jónico, Mediterrâneo e Egeu, entre outros –, pontuados por ilhas fantásticas, é um país de belezas naturais quase incontáveis. O deslumbre invade também o continente, onde as montanhas do Peloponeso, as rochas de Meteóra e outros cartões-postais completam o pacote, como as badaladas praias de Mykonos. Descubra os vestígios de Péricles e o apogeu da cultura grega em Atenas, as origens dos Jogos Olímpicos em Olímpia e encante-se com as cúpulas azuis e paisagens vertiginosas de Santorini. Para conhecer um pouco dessa história não deixe também de passar pela Creta dos minotauros e a Delfos dos deuses.

Grécia - Pacotes de Viagens


As ilhas gregas oferecem aos turistas muito mais do que sol, arquitectura branca e mar azul-turquesa. Os monumentos deixados pelas antigas civilizações, a sua história cultural e a importância da localização da Grécia no Mar Mediterrâneo, Mar Egeu, Mar de Creta ou Mar Jónico.
Devido ao clima mediterrâneo, com Invernos suaves e Verões secos e quentes, as melhores épocas para visitar o país são a Primavera e o Outono. Em Abril, o tempo é muito agradável com uma temperatura média máxima na ordem dos 20ºC.

Mykonos: O arquipélago mais visitado é o das Ilhas Cíclades: Mykonos e Santorini, ricas em popularidade. A ilha de Mykonos encanta pelos seus moinhos do vento.

Santorini: Santorini deixa os turistas atordoados com a beleza do seu pôr-do-sol. Um local quase de visita  obrigatória para quem pretende conhecer a Grécia.

Creta: Creta é a maior ilha da Grécia, e a quinta maior do Mar Mediterrâneo. Aqui, o visitante pode admirar vestígios de civilizações antigas, explorar praias, paisagens de montanhas impressionantes, vales férteis e desfiladeiros íngremes.

Atenas: Visitar Atenas, é conhecer e sua Acrópole, local de visita obrigatória. Atenas foi berço da civilização Ocidental e deu origem à Democracia. A Acrópole forma no seu conjunto o mais antigo monumento ocidental. O nome significa “Cidade no Alto”. A Acrópole é visível praticamente de toda a cidade. Foi, desde a fundação da cidade, o ponto central da vida ateniense. Nele se condensa toda a história da Grécia clássica que atingiu o apogeu no século V a.C com Péricles.

Museu Nacional de Arqueologia: o maior museu de Atenas, aberto desde 1874 e alberga as maiores colecções do período da Antiga Grécia.

Museu Bizantino: Possui um vasta colecção de arte cristã desde o séc. IV até ao séc. XIX. Destacam-se os seus ícones, objectos litúrgicos.

Museu de Arte Popular Grega: Este museu oferece uma colecção soberba de arte folclórica e religiosa, principalmente dos séculos XVIII e XIX. Um dos andares é dedicado à produção de seda, ver fatos tradicionais, bordados, joalharia, e trabalhos em prata.

Mosteiros de Meteora: Os vários complexos monacais situam-se no alto dos cumes rochosos de altitude considerável, alguns deles em locais quase inacessíveis. Habitados desde o século XII por anacoretas e monges, era necessário escalar para chegar ao topo e o acesso só era possível através de escadas de mão e monta-cargas rudimentares.

Cidade medieval de Rhodes: A cidade de Rhodes, incluída na lista do Organization of World Heritage Sites, constitui um legado histórico e cultural de grande importância para entender as relações de poder e as influências que determinaram os últimos séculos de existência do Império Bizantino, com conjuntos monumentais góticos, e de influências cristãs e turcas.

Capital: Atenas     

Documentação :  Não é necessário visto, Passaporte com validade mínima de 6 meses.

Moeda: Euro

Diferença Horário: + 2 Horas

Grécia é um país localizado no sul da Europa.  Atenas é a capital e a maior cidade do país.
O país está estrategicamente localizado no cruzamento entre a Europa, a Ásia, o Oriente Médio e a África. Tem fronteiras terrestres com a Albânia a noroeste, com a República da Macedónia e a Bulgária ao norte e com a Turquia no nordeste. O país é composto por nove regiões geográficas: Macedónia, Grécia Central, Peloponeso, Tessália, Épiro, Ilhas Egeias, Trácia, Creta e Ilhas Jónicas. O Mar Egeu fica a leste do continente, o Mar Jónico a oeste e o Mar Mediterrâneo ao sul. A Grécia tem a 11ª maior costa do mundo, com um grande número de ilhas (cerca de 1 400, das quais 227 são habitadas).
Cerca de 80% da Grécia é território montanhoso ou, pelo menos, acidentado. A maior parte do país é seca e rochosa. Só 28% da terra é arável. A Grécia Ocidental contém lagos e zonas húmidas. O Pindo, a cadeia montanhosa central, tem uma altitude média de 2650 m. O lendário monte Olimpo (Macedónia) é o ponto mais alto da Grécia, atingindo 2917 m de altitude.

Gastronomia: A gastronomia grega é riquíssima e tão interessante quanto a cultura do país – os gregos adoram comer bem e têm uma culinária tão vasta quanto deliciosa. Graças ao seu clima e à proximidade do Mediterrâneo, os ingredientes produzidos na Grécia são incríveis, com sabores únicos.
As tradições culinárias são uma mistura dos povos que já ocuparam aquele território – encontram-se traços da culinária turca e o uso de ingredientes tradicionais e sempre frescos como marca registada desta comida. Um azeite delicioso, além de azeitonas, tomates, beringelas, frutos do mar, carne de cordeiro, queijos e iogurtes inesquecíveis!
Os viajantes não poderão deixar de provar um prato típico da cozinha grega, a Moussaka Basicamente, é uma lasanha de beringela, carne moída e tomates assados – um prato tradicional da culinária daquele país e absolutamente delicioso. É um prato bastante temperado e também é encontrado na Turquia.

Atualmente, os residentes permanentes dos estados membros da UE e do Acordo de Schengen, o Reino Unido, os Estados Unidos da América, os Emirados Árabes Unidos, a Sérvia e do estado de Israel que pretendam viajar para a Grécia estão isentos das restrições de quarentena.

Os passageiros que viajam em voos internacionais para a Grécia devem atender a UM dos critérios abaixo:

 

Apresentar um teste negativo (PCR) para COVID-19 efectuado nas 72 horas antes da chegada. O certificado deve ser em inglês, francês, alemão, espanhol, italiano ou russo, devidamente emitido, de acordo com a legislação aplicável.


OU

 

Ter um certificado de vacinação. O certificado deve ser nos idiomas inglês, francês, alemão, italiano, espanhol, russo, emitido por uma autoridade pública, desde que a vacinação tenha sido completada pelo menos 14 dias antes da chegada à Grécia. O certificado de vacinação deve incluir o nome do passageiro, o tipo de vacina administrada e o número de doses.


OU

 

Ter um comprovativo de recuperação do COVID-19 válido a partir de dois meses após PCR ou teste de antígeno positivo até nove meses. A prova deve ser em inglês, francês, alemão, espanhol, italiano ou russo, devidamente emitida, de acordo com a legislação aplicável.

 

E

 

Um PLF (Formulário para Localizador de Passageiros) também deve ser preenchido via http://travel.gov.gr para registar os detalhes de contato durante a estadia na Grécia. O PLF deve ser preenchido o mais tardar 24 horas antes da partida. Um código QR (Quick Response) exclusivo será gerado após o envio do formulário PLF e deve ser mostrado na chegada à Grécia.

 

Os passageiros que não possuam o código QR e um teste PCR negativo terão o embarque negado.

 

Na chegada, todos os passageiros serão submetidos a testes rápidos COVID-19 aleatórios. Se for considerado positivo, uma quarentena de 14 dias sob supervisão é necessária em casa ou em um alojamento temporário designado pelas autoridades competentes.

 

Os critérios acima apenas são aplicaveis a partir do 5 anos de idade.

 

Para informações detalhadas queira consultar o link https://travel.gov.gr

 

Viagens de Ferry na Grécia:

Requisitos obrigatórios a partir de segunda-feira, 5 de julho de 2021.
 

Após a recente decisão do Governo Grego devido à Covid-19, todos os viajantes (residentes e visitantes estrangeiros) estão autorizados a viajar para as ilhas gregas de ferry, mediante apresentação de um dos requisitos abaixo:

-  Certificado de vacinação (informando que 14 dias se passaram desde a vacinação completa para Covid-19).

- Prova de teste PCR negativo realizado em menos de 72 horas antes da viagem.

- Prova de teste rápido de antígeno negativo realizado em menos 48 horas antes da viagem.

-  Certificado de recuperação emitido dois meses após a recuperação (válido por nove meses).

Crianças de 12 a 17 anos podem fazer qualquer teste, inclusive o autoteste.

Crianças de até 12 anos podem viajar sem nenhum teste.

 

É ainda necessário o preenchimento de:

- DECLARAÇÃO DE SAÚDE ELETRÓNICA

Todos os passageiros que viajam da Grécia continental para as ilhas e vice-versa, devem preencher, no prazo de 24 horas antes do embarque, a Declaração Eletrônica de Saúde - https://sea.travel.gov.gr/#/

ou

DECLARAÇÃO DE SAÚDE IMPRESSA

Alternativamente, os viajantes que não têm acesso à emissão de declaração eletrônica on-line podem baixar o "formulário de pré-embarque de rastreamento de passageiros" e preencher a declaração tendo o formulário em mãos no momento do embarque, junto com o bilhete - https://self-testing.gov.gr/covid19-self-test-print.pdf

 

Todos os passajgeiros deverão completar a Declaração de saúde e entregar juntamente com o bilhete de ferry e o certificado do teste, recuperação ou vacinação ao pessoal de bordo, durante o embarque, antes da partida do ferry.

Os menores de 17 anos devem constar na declaração dos pais ou acompanhante.

 

As autoridades verificarão se os passageiros possuem a documentação necessária antes do embarque.

 

Para regressar a Portugal:

  • Teste RT-PCR (ou teste NAAT similar) - 72h antes do embarque, ou Teste Rápido Antigénio - 48h antes do embarque, ou Certificado Digital COVID da UE (a partir de 1 julho)
  • Crianças com menos de 12 anos não precisam de apresentar teste.
  • Todos os passageiros devem preencher o Passenger Locator Card (individualmente), antes da partida para Portugal ou a bordo, disponível em:  https://portugalcleanandsafe.pt/en/passenger-locator-card

 

Para mais informações/actualizações, queira consultar:

https://portaldascomunidades.mne.gov.pt/pt/vai-viajar/conselhos-aos-viajantes/europa/grecia

https://reopen.europa.eu/pt/from-to/GRC/PRT

https://www.iatatravelcentre.com/world.php

 

 

 

 

03/05/2021

De acordo com o anúncio das autoridades gregas, os viajantes da União Europeia terão permissão para entrar na Grécia sem obrigação de quarentena a partir de 19 Abril com um certificado de vacinação OU um teste PCR negativo realizado pelo menos 72 horas antes da chegada à Grécia. 
É ainda obrigatório o preenchimento do formulário PLF no site do governo https://travel.gov.gr até às 23h59 hrs no dia anterior de chegada.

- Os países onde é permitida a entrada, com estas condições e sem a exigência de isolamento são:
UE + Nova Zelândia, Austrália, Coreia do Sul, Tailândia, Ruanda, Cingapura, EUA, Reino Unido, Israel, Sérvia e Emirados Árabes Unidos.

Para informações detalhadas queira consultar o link https://travel.gov.gr

 

27/10/2020

Não há restrições quanto à entrada de portugueses na Grécia.

 

Antes do embarque, à saída de Portugal, é necessário:

- Preencher o Formulário de Localização de Passageiros (PLF - Passenger Locator Form). Todos os viajantes devem preencher o seu PLF até o dia anterior à entrada no país (até 24h da hora de entrada no país). Deve ser apresentado um PLF por família.
Após a submissão do formulário receberá um e-mail de confirmação da mesma. 
No dia da chegada à Grécia receberá um e-mail com o PLF e respectivo QR code exclusivo, através de um link.
- É altamente recomendável que a instalação da aplicação Visit Greece (compatível com GDPR), antes da chegada à Grécia.


À chegada à Grecia é necessário:

A testagem é feita de forma aleatória à chegada à Grécia.
Após o desembarque será encaminhado para a zona de triagem, onde lhe será solicitado o seu código QR (no telefone ou impresso). 
Dependendo do seu código QR / confirmação será direcionado para a área de testes para o novo coronavírus SARS-CoV-2 por uma equipa de saúde especializada ou para a saída/àrea de recolha de bagagens.
Para os passageiros cujo QR code foi seleccionado para teste, após a conclusão do mesmo, serão direcionados para a saída/àrea de recolha de bagagens.
Espera-se que os resultados do teste estejam disponíveis em 24 horas. Durante esse período, os passageiros testados são orientados a praticar o distanciamento social de acordo com as diretrizes locais e automonitoramento para sintomas que possam indicar COVID-19.
Em caso de tais sintomas, deve-se procurar imediatamente orientação médica e / ou contato com o Centro de Operações da Organização Nacional de Saúde Pública (EODY). Somente no caso de teste positivo, as autoridades irão contatá-los e dar continuidade ao protocolo de saúde em vigor. 
Caso contrário, poderá continuar com suas férias, aderindo às diretrizes gerais de segurança de saúde pública.


Notas:     
- As informações e preços acima estão sujeitos a alteração por parte das Autoridades Gregas e do Governo Português, sem aviso prévio. 
- Não é necessário teste para o novo coronavírus SARS-CoV-2 para regressar a Portugal. Para mais informações consulte: https://reopen.europa.eu/pt/map/PRT/2002